UFOTVONLINE - Notícias de outro mundo

Cinema 3D sem óculos começa a virar realidade

Cinema 3D sem óculosO protótipo ainda é simples, mas funcionou para os dois tipos mais comuns de geração do efeito 3D nos cinemas. [Imagem: Kim et al./Optics Express]

Profundidade 3D

A sensação de profundidade para os filmes 3D pode ser criada na tela, dispensando o uso de óculos especiais no cinema.

Foi isto o que demonstrou uma equipe de pesquisadores da Universidade de Seul, na Coreia do Sul.

Byoungho Lee, coordenador do grupo, afirma que essa nova técnica "poderá representar uma forma simples, compacta e barata para disseminar as salas de cinema 3D, além de eliminar a necessidade de usar os óculos polarizadores."

O sistema usa apenas um projetor para produzir as duas imagens.

E, ao contrário das TVs 3D sem óculos, que geram o efeito de profundidade apenas para ângulos muito precisos, a técnica consegue reproduzir o efeito estereoscópico para toda a largura de uma sala de cinema.

Veneziana óptica

Para fabricar as TVs 3D que dispensam óculos, usa-se uma técnica conhecida como barreira de paralaxe, uma barreira colocada entre a imagem e o espectador que funciona como uma "veneziana óptica".

As "lâminas" dessa barreira possuem angulações, para que um conjunto de pixels alveje um dos olhos do espectador, enquanto outro conjunto mire no outro olho, sem sobreposições.

Funciona razoavelmente para duas ou três pessoas sentadas lado a lado, mas seria impraticável para um cinema.

Lee e seus colegas geraram o efeito "lâmina de veneziana" com o uso de polarizadores, que interrompem a passagem da luz depois que ela se refletiu na tela do cinema.

Para bloquear exatamente a porção necessária da luz, o dispositivo inclui um revestimento especial, também em seções verticais, que os pesquisadores chamam de "filme desacelerador de quarto de onda".

Barreira de paralaxe e imageamento integralCinema 3D sem óculos

O revestimento óptico atua sobre as ondas da luz que formam a imagem, alterando sua polarização seletivamente, para que cada seção possa ou não passar através das lâminas polarizadoras.

Conforme a luz passa, ou através, ou entre os polarizadores, cria-se o efeito de deslocamento, produzindo a ilusão de profundidade que gera um efeito 3D para o usuário, que não precisa usar óculos especiais.

Os testes mostraram que a técnica funciona tanto para os projetores que usam o método de barreira de paralaxe, quanto para o chamado sistema de imageamento integral, que usa um conjunto de furos e lentes planas para criar o efeito 3D.

Embora a técnica seja promissora, o protótipo ainda é um tanto rudimentar, e exigirá desenvolvimentos e aprimoramentos adicionais antes que possa estrear em um cinema próximo da sua casa.

Fonte: http://www.inovacaotecnologica.com.br